segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Besouro serrador


Besouro serrador (Oncideres saga saga)

Há alguns anos atrás começamos a encontrar aos pés de certas árvores galhos caídos. Percebemos que não haviam sido quebrados, mas cortados, serrados mesmo. Estranho, muito estranho. Começamos a perguntar aos do lugar para saber se conheciam aquilo, se sabiam quem ou o que cortava galhos com tamanha precisão.

"É o bicho serradô", disse um senhor tarimbado das coisas daquele mato. Bicho serrador? Como assim? Um inseto, complementou. E explicou: ele corta o galho e se você procurar no galho caído ele estará lá. São sempre dois que fazem o serviço. Procure no galho caído que eles estarão lá.


Galho de uma cojoba serrado pelo bicho

Um tempo mais tarde achamos um outro galho caído, serrado daquela maneira tão incomum. Fizemos o que o senhor disse: procuramos os bichos e eles estavam lá. O tal do bicho serradô. Capturamos os dois. K fotografou com sua poderosa câmera, em macro. Um inseto imponente, lindo.

Procurei pela internet um entomólogo - especialista em insetos - e localizei um, no Paraná. Mandei um e-mail e junto a foto do bicho. Perguntei: poderia me ajudar a identificar esse inseto? O bicho anda cortando galhos de árvores em meu sítio e não tenho informações sobre ele. Poderia me dizer se sabe algo ou se pode nos indicar alguém que saiba o que é e o que fazer?



Poucos dias depois recebi a resposta: é o besouro serrador ou serra pau (Oncideres saga saga). Ele serra galhos para se reproduzir. Funciona assim: enquanto o macho serra o galho escolhido, a fêmea abre pequenas fendas ao longo dele e deposita seus ovos. O galho cai, seca e as larvas vivem nele e dele até eclodirem em novos bichos um ano depois.

Além de informar isso, o entomólogo receitou: pegue os galhos e queime, assim é possível impedir o nascimento de novos insetos. É a melhor e única forma de controlar a praga. E ainda emendou um elogio à foto de K: é muito boa, uma das melhores que vi, afirmou ele, e pediu permissão para usá-la. Claro que demos.

Isso é uma praga mesmo?

Tenho grande dificuldade para matar qualquer bicho. Até mesmo barata me incomoda ter que matar. Certa vez andei 10 quilômetros para soltar um morcego que havia retirado do telhado de casa e que insistia em sujar meu quarto. Não conseguia matá-lo e não sabia o que fazer com ele depois que tirei do forro.

Como podemos chamar algo de praga? Será que não há nada que se possa fazer para conviver com um inseto tão fantástico como este? Ele não tem papel nenhum na cadeia da vida? É algo para ser eliminado?

Só para adiantar o que tenho que escrever ainda: a cojoba, cujo galho aparece na foto e foi cortado neste final de semana (13/12/2008), tem sido atacada pelo besouro há alguns anos e, apesar disso (e talvez por causa disso), está cada dia melhor, maior e mais saudável. Será que não é graças à poda feita pelo inseto?
Ele e a árvore não sabem o que estão fazendo?

Se ele é uma praga por cortar galhos de árvores, o que seríamos nós, homens, que cortamos uma floresta inteira e não há um único inseticida que detenha isso?


Foto - Man of Neanderthal

Os bichos atacam: situação em janeiro de 2009

Estou quase revendo minha posição quanto ao combate ao besouro serrador. Ele vêm atacando desde dezembro sem dó. As cojobas estão sendo atacadas como de costume - ainda que continuem com muitos galhos e bem sadias. Uma pata-de-vaca (bauhínia) foi bastante prejudicada pelos bichos, pois teve seu fuste cortado e agora ela nada mais é que um tronco podado drasticamente. Duas semanas depois que o serrador atacou essa árvore muitos brotos nasceram na ponta do tronco que sobrou, isso pelo menos indica que a bauhínia não morreu. Agora os bichos estão atacando fortemente os pés de ingá. Muitos galhos desta espécie estão caídos pelo chão ou pendurados, já iniciando seu processo de secagem e dentro deles os ovos ou larvas do serrador prontos para eclodir.

Essa semana (12/1/09) coletamos todos os galhos atacados e vamos queimá-los para ver se no ano que vem temos um estrago menor do que verificamos em 2008/09.

-------------------------------
**Outras referências:
- Manejo Integrado de Besouros Serradores (PDF)
- Aspectos biológicos de Oncideres saga (Dalman) - dissertação sobre o bicho (PDF)
- Inseto conhecido como besouro serrador destrói jabuticabeiras - vídeo - Globo Rural

7 comentários:

K. disse...

Neander;

veja este link sobre o bicho. Tem dicas legais:

http://www.den.ufla.br/Professores/Ronald/Disciplinas/Notas%20Aula/MIPFlorestas%20serradores.pdf

(original em: 16 de Dezembro de 2008 10:30)

Areia Preta disse...

Naquele texto - Manejo Integrado de Besouros Serradores - o autor usa a palavra PRAGA 20 vezes. Não gosto disso, não acho que um bicho como esse pode ser chamado assim, ainda mais que o cientista mesmo afirma em seu texto que "não há estudos aprofundados sobre a bioecologia" do besouro. Oras, então como chamá-lo de praga?

(original em:16 de Dezembro de 2008 11:17)

Iporã disse...

Bem, não lí os textos que indica nem sou entomólogo, apenas um biólogo que não sabe nada de insetos, mas quem seria o predador destes besouros. Conheço os galhos caídos, nunca tinha visto o bicho, mas sabia a a causa.

Certamente esta espécie tem um predador da fase adulta e devem haver parasitos predadores da fase larval, dentro do galho caído, quem seriam? Porque não estariam controlando uma drástica proliferação da espécie? etc. etc.

No caso acho que vale a pena queimar, pois nunca que vais controlar toda a população, mas seria curioso descobrir porque está faltando um controle natural da população da espécie...

Rogério Pietschaki disse...

Prezados,
Uma forma natural de combater o Besouro Serrador é deixar à solta no pátio / pomar 2 ou 3 Galinhas de ângola, ela localiza e come o inseto adulto.

Abraços.

Juliane Hemmel disse...

Adorei o blog e o post sobre o "besouro serrador"

Aconteceu conosco também, mais em mudas de bambu !

Gostei do seu ponto de vista á respeito de nós seres humanos " bichos serradores de árvores "
rs


abraços!

aldo mira soares disse...

O entomologista que sugeriu tocar fogo nos galhos usados como ninhos pelos besouros serradores devia estudar um pouco mais de biologia e de direito.
Saiba que , pela atual legislação ambiental, é crime destruir ninhos de qualquer espécie, inclusive ninhos de insetos.
Saiba também que é crime induzir outras pessoas à prática de crime .
Se algo deve ser queimado, neste caso, é o seu diploma de entomologista.

Cyn e André disse...

Pode-se montar uma armadilha feita de garrafa pet para captura-los, faca uns tres furos triangulares que permita a passagem do besouro e coloque dentro da garrafa 70% de alcool + 30% de agua, amarre e espalhe algumas nas arvores do se quintal, o alcool atrai os serra-pau